Ads Top




Qual a minha garantia se eu arriscar neste negócio?


Crédito de imagem.:  Pixabay


“Arriscar em algo novo é assustador em um primeiro momento, entretanto, toda ação gera um tipo de resultado diferente do repetitivo do não arriscar.”




A maioria dos negócios quando estão ainda no papel, querendo ou não, causam um certo tipo de medo, certamente esse medo na medida certa é saudável, a garantia se vai dar certo ou não vai surgir na neblina do decorrer do tempo, quando se juntarem as peças de todo período do planejamento até o tempo razoável do aguardo dos primeiros efeitos.



Com efeito, todas as tomadas de decisão darão resultados, o importante é manter a pegada e a confiança do início. Existem diversas pessoas que tiveram entusiasmo para abrir um negócio e com o decorrer do tempo, surgiram as primeiras dificuldades, logo desistiram do mesmo.



A garantia é sempre uma incógnita, há quem defenda a teoria de que a garantia de sucesso é zero. Até certo ponto, olhando com um olhar pessimista de filósofo, deve-se estar previamente com um segundo plano na manga, ou pelo menos uma certa saúde econômica para investir no já investido, isto é, investir sobre os problemas que surgirem no percurso e no processo do progresso do sistema do negócio já em andamento.



A potência deve ser posta sem medo de errar, pois deve-se fazer com amor, afinal, as maiores obras do mundo foram feitas por amor, e os maiores homens do mundo dos negócios sempre foram bons colecionadores de fracassos, que com o passar do tempo, deram ao fracasso o nome de experiência. O filósofo Nietzsche dizia que deveríamos ser um ser em plena atividade da potência, isto é, dar o nosso melhor no aqui, no que estamos fazendo e sendo, sem medo de coisa alguma da vida, sem prisões mentais, espirituais, psicológicas e intelectuais.



Crédito de imagem.:  Pixabay



Quando falamos de abrir um novo negócio, estamos falando do espanto, do novo, da desordem na sala da zona de conforto, agora zona de confronto entre a dúvida e a certeza da motivação, isso alguns dão nome de fé. O tempo dá os frutos do que se plantou. Tecnicamente falando, para se abrir um negócio, obviamente precisa-se de uma série de questões como por exemplo: 



planejamento, conhecimento de mercado, cronograma à longo tempo, valor de investimento, percepção técnica de retorno dentro de um espaço de tempo, investidores, fornecedores, giro capital, ticket médio, colaboradores, gestão de negócios, gestão financeira, RH, jurídico, documentações necessárias para funcionamento entre outros. 


 Portanto, não é um mar de rosas, tão pouco um bicho de 7 cabeças, basta tão somente ter visão e paixão, potência, propósito, foco e determinação, sangue nos olhos.




No mundo dos negócios, não existe espaço para covardes ou para empresários ou micro-empresários que coxeam em dois pensamentos. Apenas os fortes sobrevivem, o risco existe para o sucesso nascer, pois é o parto do negócio, inevitavelmente necessário.


Crédito de imagem.:  Pixabay | 



Nunca desista dos teus sonhos, faça valer a pena, seja uma verdade sem ser medíocre, pois muitas famílias dependem que seu negócio venha nascer para abençoar famílias com novos empregos. O seu projeto de negócio é incrível, coloque para funcionar, pois certamente será um sucesso, não apenas como um concorrente, acima de tudo será referência pela excelência na execução em todas as etapas e setores do novo negócio.



Se o teu negócio vai dar certo? Sempre que tiver dúvidas, invista em modernidade e em treinamento, certamente dará certo pelo acerto nos pontos cegos.



Boa Leitura!



Autor.:
 

Nilo Deyson Monteiro


FILÓSOFO, ESCRITOR & POETA - Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 🖋🌿📚⚖ - pesquisador e colunista.
Segue as mídias Sociais



Nenhum comentário:

Agradeço a sua participação! Compartilhe nossos artigos com os amigos, nas redes sociais. Parabéns

Tecnologia do Blogger.