Ads Top

Está a procura de controle financeiros?


Imagem de Freepik 

O planejamento e controle financeiros


    Experimente fazer algumas perguntas a empresários de pequenos negócios sobre os diferentes custos da sua produção ou prestação de serviço; sobre margens de luto obtidas nos últimos tempos; ou outros aspectos financeiros. 


   Você poderá ficar surpreso ao constatar que nem todos sabem responder com precisão. Há empresários que parecem não estar no pleno controle de sua empresa, porque não têm conhecimento preciso do que ocorre com o dinheiros em seus próprios negócios. Eles não sabem responder às perguntas porque não estão dando conta de um dos grandes desafios da gestão de um negócio 


   Mas será que é tão difícil realizar a gestão financeira de um pequeno negócio, assumindo as tarefas de planejar e controlar as entradas e saídas financeiras do negócio, sem
limitar-se a “apagar os incêndios” e “correr atrás do prejuízo” ?


   Na verdade, se fosse fácil, qualquer um seria empresário. Mas também não é assunto só para especialista ou habilidades exclusiva de super empreendedores. É preciso determinação, disciplina e alguns conhecimentos financeiros, que qualquer pessoas, que saiba fazer combinações matemática básica, é capaz de adquirir. 


Os conhecimentos básicos que todo o empreendedor deve ter, qualquer que seja o tamanho do negócio, são: 



 ●Como fazer a apuração de custo do produto/serviço ou mercadoria;

 ●Como calcular um preço de venda;
 ●Como calcular o ponto de equilíbrio da produção ou receita;
 ●Como administrar o capital de giro;
 ●Como elaborar e administrar o custo de caixa.


Apuração de custos


   Se você não souber exatamente quanto é na operação de sua empresa, nem ao menos saberá se está tendo lucro ou prejuízo com as vendas de seu produtos, serviços ou mercadorias. Como poderá decidir dar desconto nos preços de produtos, por exemplo, se não souber, exatamente, quanto o produto custará na sua empresa? 


  Além disso, um dos principais desafios de um empresários é controlar a racionalizar os custo para poder oferecer preços mais competitivos ou obter maior lucro. Mas, para controlar custos, antes é preciso conhecê-los, na ponta do lápis. 


Quais são os custos da sua empresa? 


CUSTOS SÃO TODOS OS GASTOS FEITO POR UMA EMPRESA PARA PRODUZIR PRODUTOS PRESTAR SERVIÇOS OU REVENDER MERCADORES  . VARIAM CONFORME O SETOR, O RAMO E O PORTE DA EMPRESA. 


  Alguns exemplos de custos são compra de materiais para a produção, pagamento de serviços, como a conta de energia elétrica e do telefone, pagamento da mão-de-obra para produção, pagamento de pessoal de administração, compra de materiais para limpeza, gastos com transportes etc.


  Se você analisar a natureza desses gastos, irá perceber que eles são diferentes. Alguns podem ser diretamente associados á produção do produto (ou prestação do serviço), que é oferecido pela empresa. Outros, estão á manutenção da empresa, como horários pagos ao contador, por exemplo. 


  Em função das diferenças de natureza dos diversos gastos de uma empresa, criaram-se algumas formas para a classificação de custos. Uma das formas de classificação mais usadas é dividir os custos em CUSTOS DIRETOS e CUSTOS INDIRETOSOutras formas é dividir os custos em CUSTO VARIÁVEIS e CUSTOS FIXOS. 


Custos diretos e indiretos


CUSTOS DIRETO SÃO TODOS OS CUSTOS QUE PODEM SER ASSOCIADOS DIRETAMENTE AOS PRODUTOS OU SERVIÇOS OFERECIDOS PELA EMPRESA, NA VENDA UMA MEDIDA OBJETIVA PARA MEDIR SEUS CONSUMO. 


  São custos diretos a matéria-prima e materiais diretos que entram na fabricação do produto ou na prestação do serviço. Esses itens podem ser facilmente associados ao produtos/ serviços e há medidas objetivas para seu consumo (em quilos, metros, unidades etc). 


  Um custos diretos é o pagamento da mão-de-obra que trabalha diretamente na produção do produto ou a prestação do serviço. Para se calcular este custo, verifica-se o número de horas do trabalho utilizado na produção do produto ou na prestação do serviço e multiplicar-se o valor da hora de trabalho pelo total de horas trabalhadas.


   É possível e, relativamente simples, calcular os custos diretos para a fabricação de uma unidade de ponto. Para calcular o custo direto de uma camisa, por exemplo, deve-se apurar o valor da quantidade de tecido, de botões, linha demais adereços e o valor da quantidade de horas de trabalho da mão-de-obra para a sua fabricação. 



Custo indiretos são aqueles que não é possível ou é difícil relacioná-los diretamente ao produto, através de uma medida objetiva.

  São custos indiretos, por exemplo, os salários do pessoal da administração (inclusive as retiradas dos empresários) ,horários de contador, gastos com material de limpeza e de escritório, consumo de água, de energia elétrica e de telefone (quando não entram na fabricação do produto/prestação do serviço). 


PARA SE CALCULAR COMO OS CUSTOS INDIRETOS DEVEM SER INCLUÍDOS NO CUSTO DE UMA UNIDADE DE PRODUTO, É PRECISO USAR UM SISTEMA DE ESTIMATIVA OU DE RATEIO. 


 Há alguns custos que, apesar de serem diretos, são contabilizados como indiretos porque, diferentemente disso é medir, exatamente, quando se gasta com energia elétrica no funcionamento de uma determinando máquina. 



Custos variáveis e custos fixos


  Essa forma de classificação se baseia na relação entre os custos e o volumes de atividades (produção de produtos, prestação de serviços ou venda de mercadorias), em um período de tempo. 



Boa leitura! 






CURTA, COMENTE, COMPARTILHE...
Share

Nenhum comentário:

Agradeço a sua participação!Parabéns

Tecnologia do Blogger.