Ads Top




Sou aquilo que faço

Crédito de imagem: br.freepik


 Se não se é aquilo que se deseja ser, falta-lhes preencher os interstícios que lhe garantem o ingresso à realização, portanto, só se é o que se deseja ser, se de verdade você for.


Ninguém é aquilo que deseja ser sem uma longa trajetória, jornada, enfim, história. É importante valorizar o histórico, o passado, para entender o seu real tamanho. Acredite, você estará nas suas obras, em suas ações e trabalhos. Do lado de fora de si mesmo você enxerga sua imagem e sua verdadeira condição. Não adianta querer pular etapas ou processos, você precisa agir e não ficar preso em uma visão distorcida da realidade.



Aceito o fato de que sou uma subjetividade enclausurada dentro de mim, mas, como isso é absolutamente abstrato, só sei o que sou quando me vejo fora de mim. E eu me vejo fora quando tenho minha obra feita. Então, Me realizo. Sou o que eu faço. Se sou o que eu faço, e não o que penso de mim, aquilo que eu faço tem uma necessidade. ( Filósofo Nilo Deyson Monteiro).



A cultura, obra humana, vem porque eu preciso me realizar, é uma necessidade.

Portanto, sua obra mostra quem você é, logo aquilo que você faz te emprega dentro de um espaço onde se pode ser utilizado dentro da sua real condição, vinda de seu condicionamento.



No campo da filosofia, existe uma formulação clássica segundo a qual o trabalho pode ser sintetizado como uma ação transformadora consciente. Todo animal tem ação, alguns têm ação transformadora, e nós, humanos, temos ação transformadora consciente. Não importa o que eu faça, tudo o que em mim não for impulso da natureza, mas uma decisão e intervenção da minha parte, é práxis.



Para finalizar, somos o que fazemos e precisamos refletir sobre nossas vidas. Nosso futuro está em jogo. Sua carreira profissional sua família, seu nome, sua credibilidade, tudo estará submetido à suas ações, portanto, o sucesso não é para todos, somente para os que se dedicam em melhorar a cada dia. Lembre-se, você morre, suas obras ficam, porém, a morte pode ocorrer até estando vivo, basta ser esquecido. Você estará vivo em suas obras; pois mais vale um bom nome do que muitas riquezas. Seu legado está nas suas construções como ser humano.


Um dia óbvio, morro, contudo, todos os dias vivo. Sou o que faço como prioridade; onde ponho minha potência, onde sou uma verdade.



Boa Leitura!



Autor.:
 

Nilo Deyson Monteiro


FILÓSOFO, ESCRITOR & POETA - Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 🖋🌿📚⚖ - pesquisador e colunista.
Segue as mídias Sociais



Nenhum comentário:

Agradeço a sua participação! Compartilhe nossos artigos com os amigos, nas redes sociais. Parabéns

Tecnologia do Blogger.