Ads Top

Como fazer uma margem de contribuição?

Imagem.: Freepic




Margem de contribuição é a quantia em dinheiro que sobra do preço de vendas de um produto, serviço ou mercadoria após a retirada do valor do custo variável unitário.



Esta quantia é que irá garantir a cobertura dos custos fixos e do lucro.


Veja um exemplo:

Suponha que, para uma determinada, uma camisa tem um custo com matéria-prima e mão de obra de produção (custo variável unitário) de R$10,00 e é vendida pelo preço de R$22,00. Se você subtrair o valor de R$10,00 do preço da venda, chegará ao valor de R$12,00. Esta quantia será usada para contribuir para a cobertura de todos os custos fixos da empresa e para gerar um excedente, que é o lucro.


Então, a margem de contribuição desse modelo de camisa, para a empresa em questão, é de R$12,00.


Refrigerantes em lata vendidos a R$1,00 a lata, que tenham um custo variável de R$0,50 por lata (custo de aquisição junto ao fornecedor), contribuem com uma margem de contribuição de R$0,50, para a empresa de comércio em questão.


As margem de contribuição, nos dois exemplos anteriores, foram calculadas em valores monetários, no caso, em reais.


Mas, atenção. Produtos com preços altos não têm, necessariamente, uma maior margem de contribuição que produtos de preço baixo. Isto porque, um produto pode, por exemplo, ter um preço alto mas contribui pouco para a empresa em função de ter um custo variável igualmente alto.




Suponha que a mesma lanchonete que vende os refrigerantes em lata, com uma margem de contribuição de R$0,50, venda uma determinada marca de cigarros a R$2,00 o maço, cuja custo variável, por março, veja de R$1,60. Qual seria o valor de margem de contribuição de cada maço de cigarro?


O valor da margem de contribuição do maço de cigarros seria de R$0,40, ou seja, menor que a margem da lata de refrigerante, que tem um preço de venda duas vezes menor. Do ponto de vista da gestão da empresa, é melhor calcular o percentual representado pela margem de contribuição, em relação ao preço de venda dos produtos, serviços e mercadorias. totais e lucro, da lata de refrigerante e do maço de cigarros.


A margem de contribuição do refrigerante é de 50%, enquanto a margem de contribuição do maço de cigarro é de apenas 20%. Isso quer dizer que 50% do faturamento arrecadado com os refrigerantes em lata podem ser usados para cobrir custos fixos e gera lucro, enquanto somente 20% do que é arrecadado na venda de maço de cigarros contribuindo para a cobertura dos custos fixos e para garantir o lucro.


Agora, em função desses diferentes valor em porcentagem, você pode afirmar que os refrigerantes contribuem mais que a cobertura dos custos fixos e para o lucro da empresa?


Depende. Depende do volume de vendas de cada um desses produtos. Alguns produtos possuem margens de contribuição percentuais baixas, porém o volume de vendas é alto e, dessa forma, acabam contribuindo mais que outros que têm margens altas mas têm pouca saída.


Se a lanchonete estaría arrecadando R$10,00 a mais, por semana, para pagamento de seus custos fixos totais e geração de lucro, com as vendas dos maços de cigarro, apesar deste produto ter uma margem de contribuição menor.


Você poderá calcular e registrar a margem de contribuição de seus diferentes produtos/ serviços utilizando os seguintes modelos:

Margens de Contribuição do mix de Produção / Serviços / Mercadorias (em$) 


  • Produto/Serviço/ Mercadoria
  • Preço de Venda (1)
  • Custo Variável (2)
  • Margem Bruta (30 = (2 - 1)R$
  • Despesa de Comercialização Sobre o Preço de Venda(4)
  • Margem Líquida (5) - (3 - 4) R$

% de Margem de Contribuição de mix Produtos/ Serviço/Mercadorias 


  • Produto./Serviço./Mercadoria
  • % Margem de contribuição bruta (Margem de contribuição bruta dividida pelo preço de venda)
  • % Margem de contribuição Líquida (Margem de contribuição líquida dividida pelo preço de venda)


Veja que nos 2 quadros apresentam-se a margem de contribuição bruta e a margem de contribuição líquida.

Margem de contribuição líquida é a quantia de dinheiro que sobra do preço de vendas, para a cobertura dos custos fixos totais e para o lucro após a subtração do custo variável unitário e a subtração das despesas de comercialização ( os impostos e comissões pagos sobre o preços de vendas)


Se a lanchonete do nosso exemplo pagar R$0,10 de impostos sobre cada lata de refrigerante vendida, a margem de contribuição bruta é de R$0,50, como já calculando anteriormente, mas a margem de contribuição bruta é de 50% e o percentual de margem é de 40%.


Boa Leitura!




CURTA, COMENTE, COMPARTILHE...
Share

Tecnologia do Blogger.