Ads Top

Planejamento Estratégico para pequena e média empresa.


Foto: Freepik 


SÓ PODEMOS GERENCIAR, AQUILO QUE ESTAMOS VENDO.



  • Vamos em frente, que atrás vem muita gente.

Nos primórdios dos tempos, as empresas eram administradas EMPIRICAMENTE, pois não havia a concorrência que existem atualmente.

Agora, a concorrência está acirrada (cobra engolindo cobra). As empresas sentiram a necessidades de se modernizarem e se adequarem aos novos tempos e passando a adminis-tra-las CIENTIFICAMENTE.

“Os donos de firmas” como eram chamados, para gerenciar usavam a técnica da Moto de esteira: o que dava, empurrava para frente, o que não dava, jogava de lado (ADMINISTRAÇÃO EMPIRICA).

Hoje, usamos os métodos de Administração por Objetivo (APO), na gestão das em-presas (Administração Cientifica).
Para uma gestão acertada deve haver o Planejamento Estratégico, bem elaborado e consis-tente; que poderá servir para avaliar os resultados obtidos através da nossa ação aplica-da ao objetivo que é o LUCRO.

Esse Planejamento pode ser elencado em seis etapas:


  1. . ANÁLISE E DIAGNÓSTICO DO NEGÓCIO ATUAL
  2. . BASE CONCEITUAL DA EMPRESA.
  3. . ESTRATÉGIA GERAL.
  4. . OBJETIVOS E METAS.
  5. . PROJETOS ESTRATÉGICOS.
  6. . EXECUÇÃO.

1ª. ANÁLISE E DIAGNÓSTICO DO NEGÓCIO ATUAL

1.1 - Mapa de valor
O que pretendemos entregar aos nossos clientes, qual o valor e qual “dor” do cliente, que o nosso produto irá resolver e qual será o custo-benefício.


1.2 - Indicador.
Devemos usar os indicadores do Planejamento, como métricas para avaliar os resultados obtidos através da ação aplicada ao nosso objetivo que é o LUCRO.


1.3 - Análise de Retorno.
Através do indicador podemos ter a certeza se estamos no caminho certo, em busca do objetivo da empresa (LUCRO).


1.4 - Analise SWOT ou FOFA.
F = Pontos F= FORTES 
O = Oportunidades de Mercado. 
F = Pontos FRACOS.
A = AMEAÇAS do Mercado.

1.5 - Custos do Produto.
O valor pago em dinheiro é o custo do PRODUTO.

1,6 - O VALOR DO PRODUTO
É a satisfação do cliente, quando sente que o produto que ele comprou resolveu a sua “dor” e lhe trouxe satisfação e prazer.

A etapa mais importante do PLANEAMENTO ESTRATÉGICO é a da ANÁLISE DO NE-GÓCIO. É nessa etapa que conseguimos identificar através do sistema FOFA, os pontos FORTES, as OPORTUNIDADES DE MERCADO, as FRAQUEZAS e as AMEAÇAS DE MERCADO.

Vamos identificar:
Onde estamos perdendo dinheiro.
O que estamos fazendo, que não deveria ser feito.
O que deveria fazer, mas não estamos fazendo.


2ª. BASE CONCEITUAL DA EMPRESA.
2.1 - MISSÃO: Não é só uma bela palavra, mas o que pretendemos fazer para resolver as “dores” dos nossos clientes.
Por exemplo, a missão da GARCIA-CONSULTORES ASSOCIADOS.
“Não podemos aumentar as horas dos dias, porém podemos torná-las mais suaves, produtivas e eficazes.”

2.2 - VISÃO: É O NOSSO OBJETIVO, VER ALÉM DO TEMPO.

Por exemplo, a visão da GARCIA-CONSULTORES ASSOCIADOS.
Tornar os sócios, EMPREENDEDORES.
Tornar a sua Firma, EMPRESA.
Tornar os funcionários, COLABORADORES.
Tornar os Bancos, SÓCIOS INVESTIDORES NA EMPRESA.

2.3 - FOCO: A NOSSA ESPECIALIDADE, MIRAR NO ALVO.
Por exemplo, o foco da GARCIA-CONSULTORES ASSOCIADOS.
REESTRUTURAÇÃO DE EMPRESAS: Diagnosticar e Sanear (Finanças, Marketing, Gestão de Pessoas, Contábil e Gestão Tributária.), e a EXPANÇÃO da mesma.

2.4 - VALORES: TRANSFORMAMOS AS “DORES” EM ALIVIO E SATISFAÇÃO PLENA. Por exemplo, os valore da GARCIA-CONSULTORES ASSOCIADOS.
TODA MISSÃO DADA É MISSÃO CUMPRIDA.


3ª. ESTRATÉGIA GERAL.

Qual o CAMINHO A SEGUIR:

3.1 - Estruturação interna, para crescer com segurança, em busca do LUCRO.

3.2 - Fixar os objetivos com clareza e possível de alcançar.

3.3 - Fixar as metas (mensais, trimestrais, semestrais e anuais), com valores alcançáveis, data de início e do término e o responsável pelo cumprimento da mesma.

3.4 - Planilha para acompanhamento e mensuração das
 METAS.

3.5 - Plano de expansão, (Onde estamos e onde queremos chegar daqui a cinco anos).


4ª. OBJETIVOS E METAS.
O nosso objetivo deve ser o maior possível. Se não o alcançarmos em sua plenitude, ainda assim estaremos à frente dos que pensaram pequeno.
As metas devem ser pequenas, bem definidas, claras, alcançável e mensurável.

5ª. PROJETOS ESTRATÉGICOS.
O Planejamento Estratégico servirá como ferramenta para ser utilizada pela empresa, para prever o seu futuro por um determinado espaço de tempo (cinco anos), conforme previsto.

Ainda podemos prever as modificações no nosso nicho de mercado, instruindo diretrizes a serem seguidas. O Planejamento Estratégico é fundamental para a empresa conseguir saber o que é preciso fazer para obter os resultados pretendidos: o LUCRO.

É muito importante toda empresa, ter um planejamento estratégico, para servir de rota a ser seguida por um determinado tempo, para alcançar os seus objetivos e a consolidação no mer-cado.

6ª. EXECUÇÃO.
Agora é só partir para a ação, todo planejamento é só um planejamento, mas quando se coloca ação nele, vira resultado.

Resultado esse que pode ser POSITIVO, NULO OU NEGATIVO, dependendo da força colocada, a estratégia adotada e a qualidade da ação.

Obs.: Aguardem a próxima ETAPA. “COMO SEPARAR A PESSOA FÍSICA DA JURÍ-DICA.”

Consultor em Gestão Empresarial.
  Anísio José Garcia

CURTA, COMENTE, COMPARTILHE...
Share

Fale Comigo

Tecnologia do Blogger.