Ads Top

O Design


Historicamente sabemos que as crises econômicas são passageiras, e surgem de tempos em tempos. Essa não é a primeira, e não será a última que enfrentaremos, e se pudermos ver um lado positivo nesse cenário, é que ele funciona como uma peneira no mercado, onde só permanecem as empresas com gestão mais eficiente e com clientes mais fiéis.O design é uma ferramenta que pode contribuir para solidificar a relação entre a empresa e o cliente, permitindo que esta enfrente melhor esse período de instabilidade.Para compreender como o design pode ajudar, segue abaixo uma ideia geral sobre o que é o design.

Design não é arte
Hoje em dia a palavra “design” está em moda, e a vemos escrita em letreiros, muros, banners e fachadas, e sempre associada a questões estéticas.
O cabeleireiro virou hair designer, o depilador virou designer de sobrancelhas, a confeiteira virou cake designer etc. Nada contra esses profissionais, mas a banalização do termo esconde seu real significado, que vem de “desígnio”, ou seja, propósito.
Design é um processo objetivo, enquanto a arte, é uma atividade subjetiva, pois o artista se manifesta sem a preocupação que sua mensagem seja interpretada de uma forma específica. O observador de uma obra artística tem a liberdade de interpretar seu significado conforme lhe convier.
Um projeto de design vem para cumprir um propósito, uma função, e por consequência, gerar resultados. Isso só é possível porque temos várias áreas de conhecimento organizadas em um método, e é a perfeita execução desse método, que traz os resultados esperados quando se contrata um designer.

O método no design
Cada escritório de design tem sua metodologia, mas de forma geral, todas seguem um escopo geral básico.
Tudo começa com a investigação do caso, e o entendimento do problema a ser resolvido. Uma série de questões relativas ao cliente, a empresa, os produtos ou serviços, a atividade, o diferencial, os concorrentes e os objetivos são levantadas de forma a compor um painel geral da situação.
A partir daí, essas informações são analisadas e discutidas com o cliente, um conceito é criado e uma estratégia é definida. É nessa fase que todos os parâmetros que vão guiar o projeto são definidos para garantir que o resultado final seja alcançado, seja esse resultado uma marca, uma embalagem, uma revista, um sistema de sinalização, um site, um prospecto ou qualquer outro elemento de comunicação.
Definida as diretrizes, uma série de conhecimentos e práticas são utilizados na criação da peça encomendada como teoria das cores, teoria das formas, tipografia, gestalt, linguagem visual e percepção visual. Painéis semânticos são montados pra organizar a visualização de referências, mapas mentais são desenhados para orientar o entendimento das relações entre os elementos significativos, além de outras ferramentas e métodos de análise e validação. Com toda essa grande quantidade de informação em mãos começa criação propriamente dita, onde possibilidades de resolução do problema proposto são, literalmente, desenhadas.
Uma marca ou embalagem começa a tomar forma na folha no papel após várias tentativas, e é nesse momento que a arte entra para incorporar o projeto.
Com uma solução em mãos, o designer apresenta para o cliente parte desse processo, sempre focando a questão estratégica.
O projeto sendo aprovado, começa a fase de implementação e produção, onde o designer também tem importância para garantir que a marca ou embalagem seja devidamente reproduzida.
Cada tipo de projeto tem atividades próprias, mas todos seguem um escopo semelhante.

Memorização e reconhecimento
Uma marca, uma empresa, um produto ou um serviço se tornam fortes quando o consumidor reconhece neles os valores mais têm afinidade com ele e que suprem as suas necessidades.
A contratação de projeto de design vai fazer com que este consumidor memorize melhor uma marca ou embalagem na primeira olhada, reconheça mais rapidamente quando visto pela segunda vez e se lembre da experiência obtida com o contato os contatos anteriores.

Vantagens sobre a concorrência
Sempre que um projeto de marca ou embalagem é encomendado, é fundamental que a concorrência seja observada e analisada, e que seja definido um posicionamento para essa marca ou embalagem.
O diferencial com relação à concorrência tem que ser expresso de forma consciente para que as diferenças entre os produtos, serviços e valores sejam perceptíveis para o consumidor e reforce cada vez mais sua relação com a marca, traduzido em longo prazo na fidelização de um maior número de clientes e no aumento do faturamento.

A escolha de parcerias apropriadas.
O design, como vimos, é uma atividade extremamente técnica e exige que o profissional domine essa atividade, como acontece com qualquer outra atividade técnica.
Procure sempre um designer habilitado para desenvolver seus projetos gráficos ou digitais, pois com certeza, essa parceria trará benefícios que você não conseguirá contratando uma pessoa que domine apenas softwares gráficos sem dominar os métodos de criação.
Não se esqueça de que numa relação custo-benefício, é sempre o benefício que agregará valor à sua atividade.


                                       Credito :Lula Amaral                                           

contato@krearis.com.br
Rua Alexandre Fleming, 311 - Sala 3 Vila Seixas - Ribeirão Preto - SP

CURTA, COMENTE, COMPARTILHE...
Share
Tecnologia do Blogger.